desafios

8 desafios de quem estuda para concursos e como superá-los

desafios

Quem precisa fazer dos estudos uma atividade séria, vai encontrar uma série de desafios que precisam ser superados. Isso porque para estudar com qualidade e eficiência, é preciso considerar diversas dificuldades que podem surgir e saber ajustá-las no caminho.

Neste artigo, vamos falar justamente sobre os desafios mais comuns de quem estuda para concurso e as soluções mais práticas para ser bem-sucedido em cada um deles.

Vamos lá!

1. Concentração

O desafio mais comum de quem precisa estudar é justamente conseguir se manter concentrado durante os estudos. Como você deve saber, a concentração é chave para que você consiga assimilar o que está estudando. Sem concentração, você não absorve a informação e muito menos a memoriza!

Solução: Não existe uma única ação que você pode fazer para melhorar a sua concentração. A verdade é que a solução da concentração é exercitar a sua atenção.

A melhor coisa que você pode fazer para exercitar a sua atenção é ter cuidado com as distrações durante os estudos, que podem ser desde fatores externos, como celular e internet, como fatores internos, como devaneios.

Abaixo, separamos um vídeo com um truque para evitar se distrair!

2. Disciplina

A disciplina para estudar é um grande desafio para muitos concurseiros, especialmente nos casos em que estudar não é um hábito. Para ter disciplina nos estudos, você precisa transformar os estudos em uma rotina.

Solução: A melhor solução para fazer dos seus estudos parte da sua rotina é criar gatilhos no seu dia que o levem a ir estudar ao invés de ir fazer outra coisa.

Você pode optar por criar um horário específico para estudar e por uma quantidade de horas específicas. Uma boa forma de fazer seus estudos se transformarem em rotina é colocando é criando tarefas que precisam ser cumpridas em cada dia.

E você conseguirá isso ao criar um cronograma ou planejamento que dê a você uma direção para seguir diariamente. Veja nesse passo a passo para construir seu planejamento algumas ideias de como começar. 

3. Foco

Na hora de estudar, muitas pessoas não conseguem ter um rendimento proveitoso nos estudos porque atiram para todos os lados. Isso quer dizer que o concurseiro que tem problema com foco não sabe bem direcionar os seus esforços.

E isso pode ser um problema quando existem muitas metas, isto é, quando você quer estudar para muitos cargos e concursos. Ao querer estudar para muitos concursos, você se perde em meio a quantidade enorme de conteúdos para estudar. Conteúdos esses que podem ser até muito aleatórios, dependendo das suas escolhas.

Outro problema da falta de foco é não saber priorizar. Você pode até estar se preparando para um ou dois concursos, mas quer estudar com profundidade tudo ao mesmo tempo. Essa falta de foco na hora de estudar vai gerar paralisia porque você não vai conseguir nem estudar bem nem avançar nos estudos.

Solução: A melhor solução para a falta de foco é justamente aprender a priorizar. Priorizar tanto a sua meta, escolhendo um objetivo maior para se dedicar, quanto os seus estudos, sabendo priorizar matérias de acordo com seu peso e dificuldade dentro do seu tempo disponível.

Abaixo, separamos mais um vídeo com ideias essenciais sobre priorização! Acompanhe:

4. Controle de revisão

Outro desafio grande dos concurseiros é saber como, o que e quando revisar. Muitos nem mesmo revisam e nem consideram essa atividade como válida para os estudos. Mas a verdade é que revisar é essencial para que você realmente solidifique os conteúdos mais importantes que precisam ser lembrados para a prova.

Solução: A melhor solução para a revisão é ser rigoroso com o seu controle delas. Anote sempre as datas das revisões e quanto pretende revisar outra vez. 

Mas é preciso entender uma coisa: revisar não é estudar de novo! A revisão precisa tomar menos tempo do que aquele você gastou ao estudar o conteúdo.

Existem algumas formas mais fáceis de revisar que não vão tomar muito o seu tempo, mas exigem organização Então não se esqueça, anote as datas sempre. Você pode até comprar um caderno específico só para anotar as suas revisões, ou colocar na sua agenda digital ou impressa.

Você pode revisar lendo resumos que escreveu no caderno ao estudar, mapas mentais e flash cards. Outra maneira excelente de revisar é fazendo questões sobre o conteúdo que você quer revisar.

5. Cumprir o planejamento

Se você tem um cronograma ou planejamento de estudos detalhado e completo, pode sofrer com o desafio que é cumpri-lo. Afinal, é uma grande responsabilidade ter que estudar com consistência para cumprir aquilo que você se comprometeu.

Solução: Quando você estiver com dificuldade de cumprir o seu planejamento, é hora de parar para refletir e se fazer uma pergunta:

O meu planejamento está irreal ou a minha rotina não está adequada?

Se você entender que o seu planejamento está irreal demais, isto é, que considera uma quantidade muito alta de horas que você precisa cumprir ou uma alta quantidade de matérias que precisam ser estudadas todos os dias, então é preciso mudar ou ajustar esse planejamento para que ele fique mais realista, com uma quantidade de horas que você é capaz de cumprir.

Agora, se estiver tudo ok com o seu planejamento, mas você não conseguir se sentar para estudar, então é preciso entender qual é o problema com a sua rotina. Será que seu dia não está sendo tomado por tarefas urgentes que precisam ser cumpridas de última hora? Ou será que você sofre com procrastinação? 

Então é preciso cuidado neste ponto para encontrar o problema e ter seriedade e comprometimento para aplicar a solução.

6. Ter mais vontade

Muita gente sofre com desânimo ou a simples falta de vontade de estudar. Para essas pessoas, estudar é “um saco!”. O desânimo, o tédio, o desinteresse e a preguiça de estudar são problemas sérios porque impedem o progresso e impedem também que o concurseiro sinta qualquer satisfação com os estudos.

O problema aqui está no mindset, isto é, na forma como você enxerga os estudos mesmo. Se você por nas sua cabeça que você não é do tipo que estuda, que concursos não são para você e que é preciso ser algo extraordinário ou fazer parte de uma panelinha para passar, você nunca se doará completamente para a sua preparação para concursos.

Solução: Não espere para que tudo esteja perfeito para começar a estudar. Não fique martelando na sua cabeça que não adianta nada você estudar porque você não vai passar mesmo… Se você ficar pensando assim, não vai passar de verdade. Foque em fazer ao invés de ficar remoendo os problemas ou criando desculpas. 

7. Síndrome do “tenho que”

A “Síndrome do tenho que” é a forma que encontramos para falar sobre aquela vontade e ansiedade de ir fazer outras coisas enquanto estiver estudando.

Muita gente, especialmente concurseiros que se dividem entre tarefas e outras responsabilidades, podem se ver na situação de estar estudando mas pensando em outras coisas que deveriam fazer.

Esse é um problema para quem não consegue gerenciar bem o próprio tempo e se perde nas situações urgentes, emergenciais e importantes. Para quem sofre com esse problema, é preciso trabalhar a ansiedade através de melhor organização das suas atividades e também com um artifício simples: o “depósito do tenho que”.

Solução: O “depósito do tenho que” pode ser simplesmente uma folha ou bloco de notas que você vai usar toda vez que se lembrar de algo que você tem que fazer.

Está estudando e se lembrou que tem que lavar a louça? Escreva lá no seu depósito de tenho que: lavar a louça. Lembrou que precisa ir no supermercado comprar brócolis? Escreva no depósito e volte aos estudos! Lembrou que precisa enviar aquele email importante? Escrava lá também! 

Abaixo, você pode ver um vídeo bem explicado sobre como utilizar o depósito de tenho que!

8. Fazer questões e simulados

Outro desafio do concurseiro é inserir a rotina de responder questões na jornada de preparação. Não basta só assimilar conteúdo e não fazer nada com ele. Se você estiver estudando assim por muito tempo, vai sentir a necessidade de colocar à prova tudo isso que vem estudando.

Solução: É por isso que é importante separar um tempo para fazer questões e simulados. Você pode fazer questões de fixação diariamente, sempre depois de aprender um conteúdo novo.

Você pode separar um tempo semanal para fazer uma bateria de questões e realizar uma prova fechada a cada mês para simular o dia da sua prova. Você tem a liberdade de escolher o que mais dá certo, mas nunca se esqueça de fazer questões sempre! 

Questões são muito importantes, se você tiver alguma dúvida sobre como utilizar questões, leia mais no artigo Como questões de concursos podem ajudar na sua preparação.

Muitos concurseiros vivem esses 8 desafios diariamente. Saber lidar com cada um deles exige dedicação e força de vontade para solucioná-los sem sair do caminho de estudos e de preparação.

Para ficar sempre sabendo dos novos artigos semanais da UP Concurseiros, com dicas e novidades, assine o blog da UP! É só colocar seu email na barra lateral do lado direito desta página! 🙂 

 

Compartilhar

2 comentários em “8 desafios de quem estuda para concursos e como superá-los

Deixe uma resposta