6 dicas simples e práticas para um planejamento de estudos perfeito

A decisão e ação de planejar os seus estudos é um dos primeiros passos para desenvolver a consistência que você precisa. É através de um planejamento de estudos que você terá em suas mãos um plano de ação capaz de levar você até seu objetivo: passar no concurso que você almeja!

O problema é que planejar e cumprir um planejamento de estudos não é necessariamente intuitivo. Você se depara com uma quantidade grande de informações para seguir e colocar em prática. É difícil saber por onde começar.

Outro problema é que, por mais que você desenvolva seu plano de ação para estudar, você tem dificuldade de colocá-lo em prática em meio às suas outras responsabilidades do dia que não envolvam estudos para concursos.  

Desenvolver a organização necessária para que esse planejamento seja cumprido e não fique obsoleto não acontece do dia para a noite.

É por isso que neste artigo, trouxemos um guia simples e prático do que você precisa ter em mente na hora de criar e seguir o seu planejamento de estudos. Acompanhe!

1. Escolha um cargo como alvo principal

Escolher um cargo como seu foco principal fará com que seu planejamento seja o mais específico possível. Não se engane. É melhor tomar essa decisão o mais cedo possível.

Você pode até ter um “plano B”. No entanto, construa um planejamento baseado no seu foco principal e você terá por consequência uma lista de matérias e bibliografias que precisam ser estudadas.

Só esse primeiro passo dará a você muito mais informações importantes do que ficar na dúvida do que fazer.

2. Defina exatamente o seu tempo disponível para estudar

Um planejamento de estudos perfeito é aquele é possível de ser cumprido. É por isso que você precisa de muita seriedade na hora de estabelecer as horas de estudos diárias que você pode se dedicar.

Nesse momento, esqueça o que você ouve por aí ou a quantidade de tempo que seus colegas dizem que estudam. Separe um tempo REAL que você pode se dedicar aos estudos em cada dia da semana.

Se você faz um planejamento em que terá que estudar por 8 horas diárias, mas por qualquer motivo que seja só consegue se dedicar por 4 horas, rapidamente seu planejamento ficará obsoleto. Você não conseguirá cumpri-lo e isso gerará uma onda de desmotivação. Então, lembre-se da seriedade desta etapa.

3. Escolha datas de início e de final

Se você não souber até quanto precisará estudar para concursos, isso pode durar anos e você vai se desmotivar. Para que um planejamento seja bem sucedido de verdade, você precisa de um ponto exato para chegar.

E isso você terá ao estabelecer tanto uma data para começar e uma data para finalizar os seus estudos para atingir o seu alvo principal.

Isso dependerá de várias coisas, como a data da prova (se o edital estiver aberto) ou a quantidade total de matérias para estudar, como você está priorizando os estudos de cada conteúdo etc.

4. Estude pelo menos 4 horas semanais por matéria

Na hora de separar as matérias que precisa estudar todos os dias, considere pelo menos 4 horas de estudo semanal por matéria. Ao fazer isso, você se certifica que conseguirá ter um tempo suficiente para entender a matéria e progredir nela a cada semana.

E aí, se você tem um número enorme de matérias para estudar, como conseguirá fazer isso? É aí que entra o passo a seguir:

5. Priorize as matérias de acordo com peso e dificuldade

Uma das partes mais importantes para quem quer planejar de maneira inteligente seus estudos é saber planejar o que estudar, como e quando. E é justamente por isso que você precisa dar uma boa lida no seu edital e entender quais matérias são mais importantes para o seu cargo.

E assim você poderá estudar primeiro as matérias mais difíceis ou com pesos maiores e também os conteúdos que mais caem e depois partir para 4 horas semanais das matérias menos difíceis ou com pesos menores.

Você pode descobrir como priorizar os conteúdos do seu concurso dando uma olhada neste artigo sobre priorização.  

6. Dê tempo ao tempo: habitue-se com sua nova rotina

É essencial ter uma meta porque ela vai permitir que você construa seu planejamento e seu cronograma de estudos. Mas uma meta aliada a um planejamento não são nada se você não colocá-los em prática.

E a verdade é que a prática só vai ter frutos se você se habituar com seus estudos. Uma dica essencial para fazer do seu planejamento parte da sua rotina é se desafiar. Desafie-se em pequenas escalas e celebre cada pequena vitória.

Por exemplo,  seu planejamento pode durar 52 semanas! Isso é um ano estudando praticamente todos os dias, evoluindo devagarzinho até ter visto tudo o que você se planejou. Isso é um tempo longo e pode ser desanimador se você focar só no que vai ganhar em 52 semanas.

Mas se você focar em fazer algo acontecer hoje ou em um mês, será mais prático atingir esse resultado. Então, faça seu planejamento e quebre-os em pequenos desafios diários, semanais ou até mensais.

Você pode fazer isso de diversas formas, como se comprometer a estudar uma hora por dia por 30 dias. Você também pode estudar toda a Constituição Federal em 7 dias. Você pode mudar alguns hábitos na sua vida que terão um “efeito cascata”, como começar a se exercitar ou meditar.

O importante é encontrar o desafio de consistência que mais faça sentido para você. Se você quiser fazer parte de um desafio, não deixe de conhecer os Desafios UP – Programa de Estudos par Concursos Públicos!

desafio up concurseiros

 

Compartilhar

Deixe uma resposta