planejamento de estudos

O guia completo e definitivo do planejamento de estudos

Quem está se preparando para concursos públicos precisa se planejar para que seus estudos sejam rápidos e direcionados. Afinal, uma boa preparação para concursos precisa ser altamente focada na meta principal: passar no concurso que você almeja.

Os concurseiros que desejam otimizar seus estudos descobrem que estudar à esmo e sem um direcionamento não é a opção mais inteligente. E é aí que o planejamento de estudos se torna a principal estratégia de preparação.

O que é um Planejamento de Estudos?

O planejamento de estudos nada mais é do que um plano de ação pensado para fazer com que você caminhe de maneira organizada e progressiva até o seu objetivo.

Esse plano de ação é seu guia de estudos, um mapa que você precisa construir que vai levar você do ponto A (onde você está hoje) ao ponto B (seu objetivo final).

 

ponto A ao ponto B

 

Quando estamos andando por caminhos desconhecidos, um mapa é aquele instrumento que evitará que nos percamos ou que andemos em círculos, perdendo tempo e energia. Melhor ainda que um mapa tradicional, existem os GPS, conectados a internet e em tempo real. 

Da mesma forma, para caminhar de maneira satisfatória até o seu objetivo de passar, você precisa de um mapa, que será o seu planejamento.

No caso da preparação para concursos, o seu caminho é a construção, dia após dia, do conhecimento necessário para fazer a prova. E isso quer dizer saber o que e quando estudar até que você tenha todo esse conhecimento consolidado. Então, você será capaz de converter esse  conhecimento em questões certas.

É justamente por isso que um planejamento de estudos é uma estratégia essencial para qualquer concurseiro. É através deste mapa que você poderá atingir seus objetivos sem desperdiçar tempo, energia e recursos.

O problema é que diversos concurseiros não conseguem resultados satisfatórios com seu planejamento. Por que?


Os problemas do planejamento tradicional

Muitos concurseiros constroem seu planejamento de estudos para saber o que estudar até o dia da prova. Você mesmo já deve ter feito um calendário com uma lista de matérias ou conteúdos que deseja estudar a cada dia. Ou ainda, você criou um cronograma com um horário exato para estudar cada matéria, conteúdo ou páginas de livros.

Você conhece muito bem o calendário abaixo, com uma distribuição das matérias pelos horários de cada dia da semana.

 

planejamento tradicional

 

Esse planejamento parece considerar duas das nossas principais perguntas: o que estudar e quando estudar. Mas você consegue enxergar o problema dessa forma de planejar seus estudos?

O grande problema do planejamento tradicional é que ele cria uma cadeia de conteúdo, isto é, um conteúdo vinculado a outro. O dia 2 depende do sucesso do dia 1 e o dia 3 depende do sucesso do dia 2 etc.

Se o dia 2 não funcionar porque você teve que ir ao médico e estudou menos, você precisa compensar o conteúdo que não foi estudado naquele dia.

Ou seja, você passa o dia seguinte compensando conteúdo não estudado. E o próximo dia compensando o conteúdo do dia anterior… Isso gera uma “bola de neve” de conteúdo atrasado.

Outro problema é que nem sempre você consegue prever quanto tempo levará para estudar e compreender um conteúdo. O planejamento pode antecipar que você estudará todos os “Fundamentos Constitucionais e Doutrinários” em 50 minutos, quando na verdade você precisa mesmo é de uma hora e meia para assimilar bem essa parte.

Ou então pode ser que você estude com mais rapidez, em 20 minutos. Os 30 minutos restantes ficarão vazios? Se você estudar o que está programado para amanhã, você começa a “bagunçar” o seu planejamento outra vez.

Se parar para perceber, vai notar que em poucas semanas ele começa a ficar insustentável e impraticável.

Cada tópico que você precisa estudar é uma chance de tornar seu planejamento obsoleto, gerando desmotivação e ansiedade por não conseguir cumpri-lo como planejou.

O planejamento tradicional, esse que você faz ou adquire, tem esse problema porque ele é meramente um cronograma vinculado ao conteúdo. Ele não se adapta à dinamicidade da sua vida e não mostra a sua evolução.

Se formos fazer uma analogia com um mapa de uma cidade em construção, você vai descobrir que esse planejamento de estudos tradicional é como se fosse um mapa impresso, que não se atualiza depois de criado.

Contudo, você não consegue utilizar um mapa desatualizado em uma cidade em construção justamente porque novas casas, comércios e ruas estão surgindo todos os dias. O que você precisa é de um mapa dinâmico e atualizável dia após dia, um mapa que consegue mostrar para você as mudanças a medida que você avança.

É é exatamente isso que chamamos de planejamento customizado.


Planejamento Customizado: Estrutura

planejamento de estudos

O Planejamento Customizado é um planejamento de estudos que considera seus estudos em quatro partes:

  • Cronograma
  • Conteúdo
  • Questões
  • Estatísticas

Essas quatro partes são a estrutura de um planejamento customizado, isto é, sua espinha dorsal que são essenciais para o seu funcionamento. É com essa estrutura que você evita que seu plano de ação para passar no concurso se torne obsoleto e impossível de cumprir com eficácia.

O cronograma é a parte que vai lhe mostrar o que estudar a cada dia, enquanto o conteúdo representa a parte do edital que você precisa estudar. Já as questões conseguem mostrar a você se os seus estudos do conteúdo e sua distribuição do cronograma estão se traduzindo em conhecimento.

A outra grande característica do planejamento customizado, que faz ele se diferenciar ainda mais de um planejamento de estudos tradicional, é a estatística.

Com uma estrutura que tem como base a estatística, você consegue enxergar se está mesmo avançando na direção correta e se está, de fato, aprendendo e evoluindo. E é exatamente isso que você precisa para que seu planejamento deixe de ser apenas promessa e se torne palpável e factível.


Os 4 Princípios do Planejamento Customizado

Agora que você já sabe a estrutura do planejamento de estudos que realmente funciona, chegou a hora de conhecer os 4 princípios que regem esse planejamento.

Ao conhecer estes princípios, você conseguirá montar um planejamento de estudos muito mais eficaz e verdadeiramente funcional e dinâmico. Veja esses princípios em vídeo ou em texto: 

1. Sistema Antiobsolescência

Esse sistema que impede que o seu planejamento se torne obsoleto é a simples separação do conteúdo do edital do seu cronograma de estudos.

A principal sacada do planejamento customizado é desvincular seu cronograma dos conteúdos a serem estudados. Ao desvincular os conteúdos da sua programação de estudos, você não fica preso e amarrado a um calendário rígido.

Você sempre sabe o que estudar a seguir através de uma sequência de conteúdo que depende da sua própria evolução dia após dia.

Você pode demorar mais ou menos tempo estudando um conteúdo, tudo bem! Seu planejamento não vai ficar obsoleto por causa disso. E mais, com as estatísticas, você pode ter uma meta de tempo médio para se gastar em cada conteúdo para que seus estudos sejam desafiadores na medida certa.

2. Adaptabilidade

O segundo princípio do planejamento que realmente funciona é a sua capacidade de ser adaptável. Isso quer dizer que você tem a liberdade de diminuir e aumentar a quantidade de horas de estudo e matérias.

3. Evolutivo

Na hora de construir seu planejamento, sempre preste atenção na sua capacidade de ser evolutivo. A evolução constante é a chave para qualquer concurseiro bem-sucedido e, por isso mesmo, deve ser uma das características do seu planejamento de estudos.

Um planejamento evolutivo é aquele que permite que você enxergue o que está funcionando e o que não está funcionando na sua preparação para concursos. Acompanhando o que está acontecendo, você pode ajustar ao longo do caminho sem prejuízos para os seus estudos.

4. Realista

O último mas não menos importante princípio do planejamento customizado é sua capacidade de ser realista e coerente com a sua vida e suas necessidades. Se você tem um planejamento baseado em sonhos, ele não vai funcionar!

Por isso, ao construir seu planejamento, considere metas de horas de estudo que sejam desafiadoras mas possíveis de serem cumpridas. Lembre-se de que estudar requer não só as horas que você de fato estuda, mas as horas disponíveis, seu tempo de intervalo e também suas responsabilidades reais do dia.


O que você viu até agora

Você já sabe o que é um planejamento de estudos e porque ele é essencial para a sua preparação para concursos. Você sabe também porque o planejamento de estudos tradicional falha e leva muitos concurseiros a desistir ou se desmotivar a seguir um.

Justamente por causa dessa dificuldade que criamos o Planejamento Customizado. Como já discutimos, o planejamento customizado é um planejamento altamente dinâmica porque é baseado em 4 estruturas e 4 princípios.

 

planejamento customizado princípios e estruturas

 

Antes de prosseguimos com este super artigo, entre na página oficial do Planejamento Customizado e conheça mais sobre a ferramenta. 

Você já sabe o que está por trás do Planejamento Customizado da UP Concurseiros. Chegou a hora então de montar o seu planejamento de uma vez por todas. Abaixo, você terá um passo a passo explicadinho para criar o seu planejamento de estudos que realmente funciona. Continue lendo porque este super artigo está demais!


Como criar o seu planejamento de estudos

planejamento de estudos

1. Escolha seu edital/conteúdo programático

A primeira parte para construir seu planejamento é escolher e baixar seu edital e extrair o conteúdo programático dele. Você também pode optar por baixar um edital organizado. Também pode construir sua própria lista de conteúdo prioritário, baseando-se em técnicas de sintetização.

2. Defina seu tempo de estudo

O segundo passo é definir um tempo de estudo realista. Lembre-se que um dos princípios de um planejamento efetivo é que ele seja realista! Por isso, anote o dia em que planeja começar e a terminar de estudos, além de quantas horas em cada dia da semana você poderá ter disponível para estudar.

Some essa quantidade horas e veja a quantidade de horas semanais que isso dá, por exemplo, 20 horas, 25 horas, 30 horas por semana.

Depois, pergunte-se: quantas horas líquidas eu tenho para estudar? As horas líquidas são as horas reais que você consegue estudar. Se você tem 5 horas disponíveis na segunda-feira para estudar, coloque uma meta de horas líquidas menor do que essa hora disponível.

Por exemplo, você pode colocar 4 horas líquidas das 5 disponíveis. Isso dá a você um tempo para fazer intervalos durante os estudos e ainda lidar com possíveis imprevistos.

3. Divida as matérias que precisam ser estudadas

Dependendo do seu concurso, você pode ter que estudar muitas matérias. Então, especialmente para quem tem muitas matérias para estudar, é preciso cuidado na hora de dividir as suas matérias dentro do seu planejamento.

Então, não tenha medo de selecionar apenas algumas matérias para iniciar na sua preparação. O ideal que você pode ter como base é estudar no máximo 7 matérias simultâneas por no mínimo 4 horas semanais em cada uma.

4. Escolha estratégica: Semanas ou Ciclos

Você tem duas opções de estratégia de estudo: semanas ou ciclos. A estratégia de estudo por semanas considera horas específicas de estudo, já a estratégia por ciclos não.

Então, se você tem uma rotina altamente irregular, fazer um planejamento por ciclos é a melhor opção, já que você não terá um horário pré-determinado para estudar. Já se sua rotina for mais regular, então a melhor opção é escolher uma estratégia semanal.

Abaixo, você pode ver um infográfico sobre as diferenças de cada estratégia e aqui neste artigo você encontra uma explicação completa das diferenças do planejamento por ciclos e por semanas e como aplicar cada um.

infográfico-estudo-por-ciclos-semanas

5. Distribua as matérias

Chegou a hora de dividir quando você vai estudar cada matéria dentro do seu tempo disponível. Atenção, falamos das matérias e não do conteúdo, já que o conteúdo de um planejamento bem-sucedido é desvinculado do cronograma, lembra?

A primeira coisa a fazer é delimitar quantas horas semanais (ou por ciclos) você vai dedicar a cada matéria. Lembre-se que você quer pelo menos 4 horas por matéria. Além disso, considere estabelecer mais tempo para matérias mais relevantes ou mais difíceis, e menos tempo para matérias menos difíceis ou menos relevantes. É importante dar uma olhada no edital para saber quais matérias tem um peso maior.

Depois, separe essa horas e matérias ao longo da semana. Se você tem só quatro horas em uma matéria, pode estudar 2 horas na segunda e depois as outras 2 horas na quinta, por exemplo. Delimite isso para cada matéria e considere deixar pelo menos dois dias de espaço de estudo da mesma matéria.

6. Defina os tipos de estudo de cada matéria

Ao se preparar para concursos, você descobre que existe uma gama de lugares em que você pode obter informação, como livros e videoaula. E ainda mais uma gama de tipos de estudo, como estudo da jurisprudência, súmulas, informativos, lei seca, doutrina. Além disso, você precisa fazer questões, revisões e simulados.

É importante considerar um tempo para os tipos de estudo que fazem sentido para a sua preparação, de acordo com seu concurso, banca organizadora e tipo de prova, no caso dos tipos de estudo.

Então, pegue matéria por matéria e já planeje a quantidade de horas que você vai dedicar para cada tipo de estudos.

7. Separe um tempo semanal para simulados

Nunca é demais falar da importância de fazer testes e mais testes para conhecer o quanto você está aprendendo de fato. Não negligencie esse passo porque ele é um dos mais importantes em qualquer planejamento.

Você pode fazer questões todos os dias, mas separe uma vez na semana para questões que vão medir seu conhecimento acima de tudo. É fazendo isso que você vai ter certeza que o princípio da adaptabilidade realmente seja posto em prática.

8. Estabeleça estatísticas de evolução

Para que seu planejamento dê certo, ele precisa ser evolutivo. É por isso que você tem que fazer uma estatística semanal da sua evolução. E essas estatísticas se baseiam em três pontos: acertos em questões, metas de horas de estudo e o quanto dos conteúdos do edital você está avançando.

Se tem uma coisa que você não pode perder de vista são as questões, para que suas estatísticas sempre sejam realistas. Caso as estatísticas estejam ruins, lembre-se que é sempre possível adaptar e mudar o que não estiver funcionando.

Além disso, você precisa ter uma estatística da sua meta de horas líquidas semanais ou por ciclos. Esse fator é importante para apontar para você como está os seus estudos. E também se você está conseguindo se dedicar de verdade ou se está com algum problema de disciplina, concentração ou motivação. 

Depois, é preciso considerar no seu planejamento as estatísticas de conteúdos que você já viu e quanto falta para fechar seu conteúdo programático. Assim, você terá uma noção de quanto poderá finalizar a sua preparação.

Agora, vamos caminhar mais um pouco para mais informação. Dessa vez com foco no estabelecimento de algo essencial para fazer seu planejamento acontecer: rotina de estudos.


Dicas rápidas de como estudar bem todos os dias

estudar bem todos os dias

Depois de tudo isso, você já tem um planejamento completo e altamente realizável. Você está pronto para ser fazer você chegar do ponto A ao ponto B.

O que você precisa agora é se certificar de que terá a motivação, disciplina, organização e concentração para colocar seu planejamento em ação por todo o tempo necessário até a sua aprovação.

O ponto principal para conseguir ser bom em todas essas habilidades é rotina de estudos. E a rotina de estudos é principalmente estabelecida através de mudança de hábitos.

Se você estiver interessado em ter hábitos melhores para desenvolver uma rotina de estudos, entre neste artigo e entender como os hábitos funcionam.

As rotinas de estudos podem ser estabelecidas se você aplicar as seguintes dicas rápidas:

  • Diariamente, faça listas de afazeres com suas responsabilidades do dia para que você tenha uma noção exata do que precisa ser feito;
  • Tire do caminho o que é mais importante, seja nos estudos ou nas outras responsabilidades do seu dia;
  • Não seja multitarefa, foque em estudar uma coisa de cada vez;
  • Estude sendo proativo e praticando mais, através de questões, revisões e ainda construindo mapas mentais, fichas e aulas em áudio, por exemplo;
  • Lembre-se da sua responsabilidade, mesmo quando as incertezas ou a preguiça bater;
  • Desligue as notificações do seu celular na hora dos estudos;
  • Sempre atualize seu planejamento de estudos, não o perca de vista.

Além disso, é comum que, em meio às responsabilidades do seu dia, você fique cansado e não consiga ter a energia para estudar. Abaixo, separamos mais um infográfico com dicas rápidas para driblar o cansaço.

como driblar o cansaço


Parabéns, você sabe tudo sobre planejamento!

Se você chegou até aqui, parabéns! Você realmente elevou seus conhecimentos sobre planejamento de estudos. Agora você já sabe como montar o seu.

 

Não deixe de conhecer o Planejamento Customizado 4.0 para construir, cumprir, adaptar e analisar o seu planejamento de estudos.

planejamento customizado

Compartilhar

4 comentários em “O guia completo e definitivo do planejamento de estudos

Deixe uma resposta